Santorini: eu, ele e os mil chineses

Visitar Santorini está na bucketlist de toda a gente. Dos mais viajados aos menos, toda a gente já viu fotografias das pitorescas casas brancas e moinhos à beira de um mar azul vibrante e com um pôr-do-sol do mais laranja que há a completar o cenário. Todos os que viram essa imagem pensaram:“quero ir ali”, é impossível não o pensar.

E posso confirmar que a imagem mental que surge na nossa mente quando se diz “Santorini” não é resultado de muitas horas de Photoshop. É mesmo assim, é perfeito. Simplesmente, para além de seres tu e o amor da tua vida a ver o pôr-do-sol, são vocês os dois e mais mil chineses 😀

A não ser este pormenor, que só é perceptível em Oia, tudo o resto foi exactamente como imaginava, só que mais barato! Não é preciso gastar rios de dinheiro quando se viaja para as ilhas gregas… é só mais um dos mitos das agências de viagens que querem tornar a ilha num paraíso para os ricos.

Três dias chegam para ver a ilha praticamente toda, mas como só existem ferries dia sim, dia não (para Kos – o nosso ponto de partida) decidimos ficar os 4 dias e passar algum tempo na praia.

A melhor maneira de ver Santorini é numa mota 4×4. Existem montes de sítios para as alugar e quase que são mais frequentes do que os carros. Como durante os 4 dias que passámos na ilha não vimos um único polícia, mesmo que não seja grandes condutores de motas, não há problema – aquilo também não anda muito rápido! Em geral, as atracções da ilha são quase todas vilas, praias ou paisagens, o que reduz bastante os custos.

Então e o que é que há para fazer em Santorini?

A ilha é conhecida pelos seus pores-do-sol e por isso todos os dias são bons para ir explorar um novo local e uma nova vista para ver o sol a juntar-se ao mar com um céu laranja ou rosa como pano de fundo.

Depois, há as duas cidades ou vilas (??) que são o centro da vida em Santorini. Fira, a “capital”, tem uma das paisagens mais icónicas da ilha, uma igreja com a cúpula azul e sinos com vista para o mar. Fira fica no topo das arribas e é constituída for dezenas de ruas estreitas com casinhas brancas, tal e qual como imaginamos as ilhas gregas.

Por outro lado, Oia é a pérola de Santorini. Tudo em Oia combina na perfeição. As ruas em pedra, as casas caiadas, os moinhos e claro: o pôr-do-sol. Este é o ponto mais famoso da ilha para ver o pôr-do-sol, por isso vai sempre haver montes de gente à volta.

p1050218
Red Beach
p1050247
Fira
p1050281
Fira
p1050302
Fira e a famosa igreja
p1050316
Fira
p1050439
Oia
p1050402
Oia
p1050444
Oia
p1050468
Oia
p1050565
Oia
p1050566
Oia
p1050338
Fira

p1050209

Para além destas paisagens maravilhosas ainda vale a pena visitares Perissa, Emporio e as estradas do lado este da ilha.

Também fiz mergulho pela primeira vez enquanto estava Santorini. Adorei! Éramos um grupo só de 4 ou 5 pessoas e por isso tínhamos toda a atenção do mundo para qualquer dúvida ou problema. Escola: Santorini Dive Center.

p1050504 p1050505-4

Dicas rápidas: 

Ferries entre ilhas: www.bluestarferries.gr/en – dá para consultar horários e preços. Os bilhetes só os comprámos em Kos no dia da viagem.

Villa Dimitris: www.villadimitris.com – quarto com casa de banho e mini cozinha. No fim de Setembro os preços eram algo com 20 euros por quarto 🙂

Aluguer de motas: Todos os hostels, pensões… têm acordos com lojas de motas. Normalmente, o preço diário baixa consoante o tempo do aluguer.

Um conselho? Vai!
Podes guardar estas dicas no Pinterest!

blogs-5

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s