Onde comer e beber em Nova Iorque

Nova Iorque tem tudo para todos os gostos, mas nem sempre para todos os bolsos. Olhando para trás, foi na alimentação que gastei mais dinheiro durante a viagem. Também não fiz muito para o evitar e consequentemente encontrei comidinhas deliciosas! Mas se vais com um orçamento restrito lembra-te de duas coisas: nada tem VAT (IVA), ou seja, a todos os preços acrescenta 10%. E em todos os lugares em que te servem vais ter que dar gorjeta, normalmente +15%. Por isso, num restaurante o preço final será cerca de 25% superior ao que está no menu. Uma refeição normal com algumas bebidas que em Lisboa custaria no máximo 20€, lá custa 60.

Yelp

Toda a gente já ouviu falar do Yelp, mas em bom rigor, ninguém em Portugal usa esta aplicação: temos o Zomato 😀 mas em Nova Iorque foi-me recomendada por um dos meus hosts e foi o melhor que me aconteceu. A partir do momento em que consegues pesquisar os restaurantes mais baratos ao pé de ti, por mim já ganhou 🙂 Por isso fica a dica, faz o download da app assim que aterrares e boa engorda!

O mais barato:

Halal Guys: A street food mais famosa de Nova Iorque. Mesmo ao lado do MoMA existem umas rolotes amarelas e vermelhas chamadas “Halal Guys”. Vendem uma mistura de comida grega (Gyros) com comida do médio oriente (Falafel). Uma dose custa 8 dólares e dá à vontade para duas pessoas. Dá mesmo!!

img_20160917_150140

Burger One: Depois de andar horas e horas pelo MET uma pessoa fica com fome… e estando na 5th avenue usámos o rico Yelp para descobrir um sítio barato nas redondezas. Calhou-nos o Burger One, o típico “burger joint” americano que transpira a gordura e colesterol. Mas como não há experiência mais americana que esta (mesmo que todos os empregados sejam latinos :p) recomendo a 100%.

La Bagel Delight: Mais uma coisa que tínhamos que riscar da bucket list: os bagels. Por acaso encontramos este cantinho em Brooklyn que vende todos os tipos de bagel incluindo uns com bife, ovo e bacon que servem perfeitamente de almoço.

Bagel with a view :)

Chipotle: A cada esquina há um Chipotle. Esta cadeia de fast food mexicana tomou conta da América e tornou-se um sucesso gigantesco. A nível de fast food é o melhor que vais encontrar, uma vez que a comida não sabe nem parece plástico. Se houver um movimento traga o Chipotle para a Europa digam que eu assino :p

As bombas de colesterol:

Sprinkles: Supostamente a Sprinkles é uma loja de cupcakes, mas o que encontrámos lá foi muito melhor que isso: Sunday de brownie ou cookie? Sandes de gelado? Yes, please!!! Eles têm uma loja relativamente perto do Central Park o que é perfeito. Para além disto também têm um “atm” de Cupcakes 24/7, ou seja, podes comer um belo cupcake quando te apetecer 🙂

img_20160917_162656

Artichoke’s: Um dos sítios mais famosos de NY para comer pizza e é mesmo ao lado da High Line. Têm duas opções: take away ou restaurante. Se tiveres um grupo pode ficar mais barato dividir uma pizza no restaurante porque são gigantes e uma pizza chega para cerca de 3 ou 4 pessoas. Nós eramos 6, pedimos duas e sobrou quase metade da segunda – duas fatias e estás jantado/a. A pizza em si era óptima com tudo o tens direito: boa massa, bom molho e montes de queijo 😀

received_10209890615557934

O mais saudável:

Smothies, smothies everywhere: Para grande tristeza da minha carteira e estrato bancário, uma das melhores coisas que encontrei em Nova Iorque foram os smothies. Estes batidos de fruta que podem assumir mil e uma formas e sabores e que custam 7 ou 8 euros cada são a única forma de te manteres relativamente saudável nesta cidade. Existem montes de sítios a vendê-los como: Juice Generation, Pure Green…

Um pouco de tudo:

Chelsea’s Market: A versão Nova Iorquina do Mercado da Ribeira. O Chelsea Market concentra milhões de calorias e comidinhas deliciosas debaixo do mesmo telhado. O edifício é do final do século dezanove e ainda conserva partes dessa época. Eu não bebo leite, mas disseram-me que aqui estão os melhores milkshakes e posso confirmar que as chocolate chip cookies da Elenis são óptimas.

Party time

Le Bain: A melhor discoteca que encontrámos em Nova Iorque. Perto da Highline/Meatpacking District, esta discoteca fica no topo de um hotel com vista para New Jersey e todos os arranha-céus. O bar é ao ar livre e por baixo fica a discoteca que até um jacuzzi tem. Já as casas de banho têm o som de passarinhos a chilrear… sim, eles são estranhos! Mas em geral, bom ambiente, boas bebidas e não se paga para entrar.

statravel

Ides Bar/Hotel, Williamsburg: Mais um rooftop com uma vista de morrer, desta vez para Manhattan por que este hotel fica em Brooklyn. Muito sinceramente o barman estava completamente bêbado por isso não posso dizer que o serviço tenha sido bom, mas vale a pena pela vista sem dúvida.

img-20160921-wa0000

Angel’s Share: Escondido no meio de um restaurante, existe um bar japonês com cocktails japoneses. E o que são cocktails japoneses? Muito sinceramente não sei bem, porque não percebia metade dos ingredientes do menu (e estavam em inglês), mas a verdade é que eram bons! Digamos que este bar era um género de pavilhão chinês de Nova Iorque. O restaurante onde fica a entrada chama-se Village Yokocho, depois é subir até ao primeiro andar e há uma porta vermelha à esquerda que dá para o bar. Prometo que ninguém te vai roubar os rins 😀

o-1
Foto: Yelp
Advertisements

One Comment Add yours

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s