Um fim-de-semana luminoso em Lyon

Já andava com Lyon debaixo de olho desde que descobri que era o palco da famosa Fête des Lumières. Ao mesmo tempo parecia-me daquelas cidades com o tamanho perfeito para uma escapadela de fim-de-semana. A combinação de um e outro estava destinada a acontecer.

Depois de ver que os bilhetes estavam super baratos – ida pela TAP e volta pela Transavia deu um total de 70 euros – decidi, em Outubro de 2016, que era “agora ou nunca”. Falei com uma amiga minha que normalmente alinha nestes planos um bocado inesperados e a viagem a Lyon estava marcada! 🙂

Dica: Apanha o Rhone Express para chegares do Aeroporto à cidade. Compra os bilhetes aqui para evitares filas.

Mais uma vez optei pelo Couchsurfing com um host que me recebeu com um apéro de queijo e vinho! Se fores durante a festa das luzes é melhor marcares alojamento com antecedência. Para além do couchsurfing aconselho o Airbnb que tem preços muito simpáticos!

O fim-de-semana passou a correr e tenho a certeza que Lyon é, normalmente, um lugar muito mais pacato. Mas foi bom vermos uma cidade (ou um país??) nas ruas a celebrar, mesmo com uma segurança apertada e o historial de atentados nos últimos tempos. Os franceses, novos e velhos, não são de ficar em casa com medo!

Durante o dia, Lyon é uma cidade cheia de história para descobrir, comidas e sobremesas deliciosas para provar e ainda alguma arte urbana surpreendente.

p1010701 p1010709 p1010713

Ficam aqui os ingredientes para um fim-de-semana perfeito em Lyon:

Vieux Lyon

Ou “Lyon antiga” é a parte mais gira da cidade. A maioria dos edifícios remonta ao século XVI e hoje em dia é uma área protegida em França. As casa, as fachadas, os candeeiros… tudo parece parado no tempo e é uma delícia andar por aquelas ruas e descobrir os cantinhos mais mágicos.

Se começares a subir as ruas vais inevitavelmente dar à parte (ainda) mais antiga da cidade: o anfiteatro romano em Fourvière. Podes passear-te pelas ruinas romanas enquanto aproveitas uma vista panorâmica de Lyon. Por fim, tens a Basilique Notre Dame de Fouvière que é só das igrejas mais impressionantes e trabalhadas que já vi na vida.

15409752_10211864169109303_1602061025_o p1010725 p1010747 p1010758 p1010769

A descer todos os santos ajudam, por isso é só escolheres o teu caminho e aproveitares a viagem. Lyon também é conhecida pelas suas passagens secretas e aqui fica um link que te vai ajudar a encontrá-las.

Parc de la Tete d’Or

Descobri este parque porque estava em primeiro lugar do Trip Advisor. Sem perceber bem o que é que o tornava tão especial decidi explorar à mesma. Primeiro, tenho de avisar que o parque nunca mais acaba e que nem metade vi nas duas ou três horas que lá passei.

Segundo, o parque tem um Jardim Zoológico lá dentro! Completamente grátis! Primeiro começas a ver uns veados e pensas “epá que giro! Veados no meio da cidade!”. Depois começas a ver flamingos, pelicanos, macacos… até que chegas às girafas e percebes que se calhar não é jardim qualquer.

p1010804
Oláaaa!!
p1010809
Mete-te com alguém do teu tamanho…

Para além disso também tens estufas e um lago que pelo mapa parece gigante, mas que não tivemos tempo de descobrir. De qualquer forma é um sítio giro e diferente para passear.

Mercados, bistros e pastelarias

Lyon é conhecida por ser a capital da gastronomia Francesa, por isso há que aproveitar! O mercado mais famoso é o Les Halles de Lyon que conta com dezenas de bancas a vender tudo o que se faz de melhor em frança: pão, queijo e doces! Aviso já, como é habitual em França, que o atendimento ao cliente é mil vezes mais simpático em francês.

Como o dinheiro não abundava pelos nossos lados comprámos o pão, o queijo e fomos para umas escadas fora do mercado comer. Para rematar o pequeno-almoço comprámos uns macarrons maravilhosos! Dica: se quiseres levar queijos ou outros produtos pede para serem fechados em vácuo.

Le petit déjeuner
Le petit déjeuner

img_20161211_102329

Quero todos por favor!
Quero todos por favor!

Para além desta pérola deixo aqui mais dois sítios a que fomos e que adorei: Perroudon Saint Jean, uma pastelaria, e o bolo Nuit d’Éte particularmente. Uma mistura de chocolate, framboesas e ainda tens direito a uns mini macarrons. De comer e chorar por mais! E para jantar encontrámos o Bistrot Chardonnet (na verdade estávamos à procura de outro, que o Google ainda não tinha actualizado para “Permanentemente Fechado”). O Bistrot Chardonnet é um pequeno restaurante que serve “tapas” e refeições completas também. Quando lá chegámos ainda não havia chef e ninguém fazia ideia do que é que poderia eventualmente haver para jantar. Mas ficamos a beber um vinhinho e passado uma meia hora já tínhamos uma travessa de tapas maravilhosas e um género de pão de pizza com um molho de pesto perfeito. Se queres um atendimento super simpático, com direito a bigode francês e boa comida sem explodir com o orçamento recomendo completamente 😉 ps: a sanita é estupidamente alta!

img_20161210_1229341
Nuit d’Été
16326053_1341343509261844_1023733349_o
Tapas @Bistrot
16326237_1341343505928511_980978194_o
A única cura para o frio! – Vin Chaud

À caça dos murais de Lyon

Lyon é um bocadinho um museu ao ar livre por causa dos seus murais. Estão por todo o lado e é uma das características que dá tanta personalidade a esta cidade.

O meu preferido é o La Fresque de la Bibliothèque de la Cite: uma biblioteca gigante pintada num prédio laranja mesmo ao lado de um mercado de livros à beira rio. Outro – o Le mur du cinema – encontrei-o por acaso enquanto fazia o caminho de casa para o centro da cidade e representa o passado cinematográfico de Lyon com os irmãos Lumière como estrelas. Por fim, o Mur des Canuts, em Croix Rousse, é um dos murais mais famosos por ser alterado a cada 10 anos mostrando a evolução daquele bairro.

p1010686 p1010687 p1010711 img_20161210_155223

Existem muitos mais e se gostas de arte urbana este é o teu mapa:

As luzes!

Por fim, a razão que me levou a Lyon! A Fête des Lumières transforma a cidade assim que anoitece e toda a gente sai à rua para ver essa transformação. Durante 3 noites a cidade é invadida por instalações artísticas, música nas ruas e sessões de vídeo mapping nos seus mais famosos monumentos.

Sendo esta a maior festa de Lyon (e provavelmente das redondezas) vais ver uma multidão de gente pelas ruas a celebrar e fez-me mesmo lembrar os Santos em Lisboa, porque muitas pessoas aproveitam e põem-se à porta de casa a vender Vin Chaud (vinho quente) em vez de sangria e crepes em vez de bifanas ou sardinhas :p

img_20161210_205943 img_20161210_2046081

Apesar de só ter conseguido ver uma das noites adorei! É um festival único e artístico que não deixa  ninguém indiferente. Fica aqui o vídeo de resumo com um cheirinho do que podes encontrar se fores às próximas edições:

Boa viagem!

 

Advertisements

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s