O paraíso subaquático de Koh Tao

Escolhi passar 5 dias do meu tempo na Tailândia em Koh Tao porque queria fazer o curso Open Water Diver e esta ilha é mundialmente conhecida como um dos melhores sítios do mundo para o fazer (bem como um dos mais baratos). O curso em si dura 4 dias, sendo que o primeiro e último são só “meios dias”. O quinto dia deixei-o para explorar a ilha. 

Koh Tao tem o ligeiro problema de estar ao lado de Koh Panhang, a ilha da full moon party, e por isso leva com um bocado daquele turismo de festas e beber até morrer que tanta fama dá à ilha vizinha. Mas acho que fora dessa época é uma ilha bem mais calma e descontraída. 

De qualquer forma adorei os meus dias em Koh Tao. Imediatamente fiquei amiga das pessoas que estavam a fazer o curso comigo, que já tinham amigos que tinham conhecido noutra ilha, e do nada tinha ali um grupo espectacular de pessoas que tornaram os meus dias em Koh Tao muito mais interessantes. 

Apesar de não ter tido muito tempo para explorar a ilha em si, acho que é definitivamente um sítio que vale a pena visitar mesmo para não mergulhadores. Talvez três dias sejam suficientes sendo que a melhor forma de atravessar a ilha é de mota, mas cuidado porque as estradas são mesmo muito más e o que não falta é ver pessoas cheias de ligaduras e colares cervicais por causa de acidentes.

Os meus sítios preferidos na ilha são:

Koh Nang Yuan

Esta ilha é completamente obrigatória. Está a cerca de 10/15 minutos de longtail boat desde a Sairee Beach e tem águas cristalinas e quentes, areia branca, corais para explorar (se fizeres snorkeling nunca toques nem no coral nem nos peixes) e uma das vistas mais bonitas do mundo.

Aconselho-te a ires de manhã cedo para poderes passar lá o dia (todos os barcos voltam às 17). O custo de um barco costuma ser 250bht ida e volta mas depende um bocado de quantas pessoas forem. Nós éramos 3. Também existe uma taxa de 100 bht para entrar. Se quiseres levar água leva na mala e não à mostra porque vais ter que a deitar para o lixo.

Fraggle Rock

Esta é só para quem está numa de sofrer. A Fraggle Rock é uma rocha no meio da floresta de Koh Tao que tem uma vista incrível sobre a ilha. Para lá chegar vais ter que enfrentar uma caminhada, muitas vezes a pique, de hora/hora e meia. Claro que nós fomos mesmo à campeões na hora de maior calor, mas enfim. A vista vale definitivamente a pena. Existem basicamente três miradouros. O primeiro é um bar abandonado, o segundo uma pedra que tem umas escadas até ao topo e por fim, a Fraggle Rock que só encontrámos à segunda (depois de termos ido para a um trilho guardado por cães raivosos que claramente pareciam capazes de nos comer vivos). Sobrevivendo a essa parte, voltámos para trás e lá encontramos o caminho por entre umas rochas. 

High Bar

Pelo nome já conseguiste perceber o que se passa neste bar, certo? Se fosse só isso não estaria nas minhas recomendações, mas a vista em si é lindíssima e por isso acho que merece uma visita. Pará lá chegar dividimos um táxi por todos e não recomendo mesmo ir a pé porque a inclinação das subidas está perto dos 90 graus. 

Para quem está numa de experimentar eles vendem tudo e mais alguma coisa. Brownies, cookies e shakes de cogumelos. 

E agora a parte mais importante: a comida!

Numa ilha que quase parece a Europa e que está cheia de restaurantes terríveis (nunca metas os pés no two brothers) consegui encontrar dois restaurantes deliciosos.

Samosa

Cozinha tipicamente Tailandesa, preços muito razoáveis para a ilha e comida deliciosa! O sítio em si não tem grande aspecto, mas rapidamente percebes que na Tailândia quanto pior parece melhor sabe. Recomendo o caril, frango agridoce e chamuças (especialidade da casa).

995 Roasted Duck

Deste o primeiro dia que vi este restaurante que queria lá ir, mas durante quatro dias não fui bem sucedida porque ninguém queria ir comigo. Finalmente no meu último dia lá ganhei a luta e claro que a conclusão foi que aquela tinha sido a melhor refeição das últimas semanas. Recomendo os noddles com pato (tamanho extra :D) 

E agora para os mergulhadores

Se tens interesse em mergulhar e fazer algum curso posso definitivamente recomendar a escola onde o fiz: Scuba Shack. Existem centenas de escolas em Koh Tao por isso a escolha não é fácil. Encontrei esta escola por acaso, vi recomendações num grupo do Facebook e depois de ver as reviews e de os ter contactado decidi escolhe-los. O preço é extremamente competitivo, 9000 bht com três noites de alojamento incluídas. 

Acho que o melhor desta escola é ser uma escola pequena que tem um ambiente muito familiar. Os grupos de mergulho são de 3 ou 4 pessoas no máximo o que faz com que o instrutor possa estar sempre atento e disponível para todos. 

Eu já tinha feito um Discover Dive anteriormente e tinha corrido mais ou menos, porque houve uma altura que paniquei um bocado porque parecia que não estava a receber ar suficiente. Desta vez isso nunca aconteceu porque tudo levou o seu tempo. Todas as pessoas têm ritmos diferentes e nada é forçado o que ajuda muito. 

A parte teórica é um bocadinho chata mas não é difícil. Contudo é extremamente importante para perceber todos os riscos que o mergulho envolve e saber como evitar situações de perigo. 

O curso passa-se nestes moldes:

Dia 1: sessão de vídeo durante cerca de três horas e quizes. 

Dia 2: de manhã mais uma sessão de vídeo seguida de esclarecimentos sobre os vídeos do dia anterior e primeiro “mergulho” durante a tarde. Este mergulho consiste na execução de vários exercícios debaixo de água para nos adaptarmos ao equipamento e a respirar o ar do tanque. É o dia mais cansativo e com uma quantidade de informação gigante que depois vai parecer muito mais fácil. 

Dia 3: últimas sessões de vídeo seguidas de dois mergulhos de 12 metros. Isto parece um bocado assustador mas mergulhar em si é muito mais fácil do que fazer exercícios. É aqui que começas a perceber que mergulhar é do caraças e que há todo um mundo debaixo de água para descobrir. Neste dia também tens que fazer o teu exame final para entregar no dia seguinte.

Dia 4: dois mergulhos a 18 metros, sendo que o primeiro é às 6 da manhã! A diversidade de peixes e vida marinha em Koh Tao é espectacular por isso é altura de aproveitar. Só quase me ia afogando no exercício de tirar a máscara e voltar a pôr a cinco metros de profundidade mas sobrevivi. A cena de inspirar pela boca e expirar pelo nariz ainda não está completamente em mim. 

Aconselho-te a planeares pelo menos mais um dia na ilha porque é possível que por estares constipado ou por algum exercício não correr tão bem não consigas terminar o curso em 4 dias e tenhas que ficar mais um bocadinho. Para mim valeu imenso a pena e não trocava a experiência por nada. Agora quero é mergulhar 🙂 

Por fim, deixo umas fotos dos pores do sol de cortar a respiração em Koh Tao:

Dicas rápidas

Transporte: A forma mais rápida de chegar e partir de Koh Tao é através da Lomprayah. Eles são extremamente organizados (para standards tailandeses) e eficientes. Podes consultar todos os horários e ligações que fazem no site e também comprar os bilhetes. Também podes comprar nas centenas de operadores que encontras em todas as ilhas mas aconselho-te a fazê-lo com um ou dois dias de antecedência.

Se tiveres que pernoitar em Surat Thani (como eu) para apanhar o bar o no dia seguinte usa o Airbnb para encontrar um apartamento.



Anúncios

One Comment Add yours

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s