Uma roadtrip pela Toscânia: de volta aos tempos medievais

Conhecida pelas suas infinitas planícies verdes e amareladas, estradas ladeadas por ciprestes italianos e inúmeras vilas medievais, cada uma mais pitoresca que a última, a Toscânia é, sem dúvida, um dos destinos mais típicos e desejados de Itália.

Portanto, juntaram-se 4 amigas, um Fiat Panda Vermelho, e um fim-de-semana de primavera e estavam reunidas as condições para uma viagem deliciosa.

Melhor gang de sempre ❤
Siena e um acampamento fino

Decidimos que Siena seria a nossa base para estes dias na Toscânia. E num momento de muita sorte, apareceram-me duas tendas de duas pessoas disponíveis no Camping Colleverde Siena perto da cidade e por 30€ por noite, cada tenda. E não eram umas tendas quaisquer: tinham camas e electricidade. Um acampamento para gente fina!

Siena em si é sempre um prazer. Desta vez explorámos um bocadinho do seu fantástico ambiente nocturno, já que toda a gente se reúne na Piazza del Campo a conversar e beber uns copos. O Duomo de Siena também é um marco importantíssimo e uma das catedrais mais bonitas de Itália.

Há 500 anos atrás…

É impossível não imaginar como seria a vida nas aldeias medievais da Toscânia há 500 anos atrás. As muralhas feitas de pedra, as casas em tons de terracota e bandeiras coloridas parecem um cenário (menos sangrento) da Guerra dos Tronos. Estas foram as nossas 4 paragens:

Montalcino

Chegámos a Montalcino ainda cedo e não se via vivalma. Eventualmente lá começaram a aparecer uns velhinhos para a sua rotina diária de ir ao café, conversar com o vizinho e fazer as compras na mercearia. Não podíamos ter pedido nada mais típico.

Pienza

Foi em Pienza que provei um dos famosos pratos da região: Pici Cacio e Pepe. Pici é um tipo de pasta tradicional da Toscânia, um esparguete fresco, mais grosso que o habitual. Cacio e Pepe significa “queijo e pimenta”. O queijo, pecorino, originário de Pienza junto com pimenta e manteiga faz uma pasta super simples e deliciosa.

Montepulciano

Acho que Montepulciano foi a aldeia que mais me encantou. Apesar de ser SEMPRE a subir, a vista sobre a região é simplesmente magnífica e todos os prédios, igrejas e restaurantes estão tão bem enquadrados que parece uma pintura.

Ainda vimos um desporto tradicional, um género de corridas com barris que causavam um grande aparato.

San Gimignano

Se até aqui tínhamos encontrado vilas e aldeias adormecidas no tempo, San Gimignano foi a excepção à regra. A mais famosa pérola da Toscânia é um chamariz de turistas e seu charme dissipa-se um pouco nas multidões.

Mas é inegável que vale a pena ser visitada e a Marisol, uma das minhas amigas, descobriu o lugar para comer o melhor Tagliere Salumi e Formaggi de sempre. Chama-se Da i’ Mariani e não tem mais do que 6 lugares sentados. O dono é simpaticíssimo, inglês niente, mas não faz mal! A paixão que ele tem por cada um dos seus presuntos, queijos, mortadela, etc… Há uma explicação por trás de cada um deles e o sabor e a qualidade são tão bons como o prometido. A acompanhar, um vinho branco da região e faz-se a festa!

A natureza na Toscânia

Abadia de Sant’Antimo

Esta foi a nossa maior aventura e claro que se deveu ao GPS do Google, que achou por bem mandar-nos por caminhos que só servem para jipes e tractores. Durante a primeira tentativa vimos burros e ovelhas e na segunda vinhas e mais vinhas, por isso o balanço até foi positivo. Mas demoramos quase uma hora a chegar à Abadia em vez de 20 minutos (como era estimado inicialmente).

Esta abadia que foi outrora um mosteiro de monges Beneditinos, é um dos mais importantes exemplares de arquitectura românica e as suas origens remontam ao século IX. Sem dúvida um dos lugares mais especiais desta viagem.

Val d’Orcia

O Val d’Orcia faz parte da “World Heritage List” da UNESCO. As paisagens que tornam a Toscânia num lugar único encontram-se neste vale e também na Via Cassia. A estrada SR2 que liga Siena ao Sul também é espectacular.

Bagni San Filippo

E para finalizar este capítulo, aqui fica umas termas naturais. A água é mornita e claro que o cheiro a enxofre também se faz sentir. Um bom sítio para relaxar depois de um dia a andar para cima e para baixo!

Fiquei mesmo feliz com este fim-de-semana! Encheu-me as medidas e correspondeu a todas as minhas (muitos altas) expectativas. Boa viagem! 😉

2 Comments Add yours

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.